19 de julho de 2017

Tutorial de artesanato: Pote da Gratidão

Olá!!!

Assim que me separei, decidi adaptar costume e incluir novos projetos para esta nova fase, que é ainda um recomeço para mim. Entre tantos projetos para o ano que se iniciava, um me chamou a atenção: o POTE DA GRATIDÃO.

Por quê o pote? Segundo o site CicloVivo, mostrou os resultados de um estudo liderado pelo professor PhD Paul J. Mills, na Universidade da Califórnia. Segundo ele, os testes realizados mostraram que agradecer melhora o sono, diminui a fadiga e reduz os indícios inflamatórios da saúde cardíaca. 

A gratidão está constantemente ligada a aspectos espirituais, no entanto, os especialistas garantem que a espiritualidade por si só não reflete os mesmos efeitos. Para eles, esta não é a única forma de ser grato e de perceber os benefícios deste ato em diferentes áreas. A gratidão envolve identificar e valorizar os aspectos positivos da vida.

O pote é um projeto muito simples, mas com o potencial para transformar a sua vida. A ideia por trás do objeto é tornar a gratidão parte da rotina, deixar visível todas as razões pelas quais podemos ser gratos e mostrar que, independente das dificuldades e problemas, sempre existem motivos para reacender a alegria dentro de cada um.

A regra, no entanto, está mais ligada ao uso. Para que o efeito seja sentido de verdade, é preciso criar o hábito de agradecer diariamente. Portanto, deixe sempre um bloco de papel e uma caneta ao lado do seu pote e todos os dias escreva um agradecimento e o deposite no jarro. Esses papeis se tornarão lembretes para que, nos momentos mais difíceis, você se lembre que existem coisas boas.

* Post retirado do site Ciclo Vivo e adaptado por mim para esta postagem * 

Desde que iniciei a prática do Yoga ano passado (assunto para outro post), aprendi que gratidão é algo benéfico essas nossas vidas. Um dos sinônimos que eu mais gosto muito é: GRATIDÃO É UMA CARTA DE AMOR QUE ENVIAMOS AO UNIVERSO!

E, quanto mais agradecemos, mais coisas boas acontecem em nossas vidas. Então, eu via algumas pessoas postando sobre o tal POTE DA GRATIDÃO e decidi fazer um igual. Recentemente, meu filho mais velho o descobriu e pediu um também. Mesmo com 7 para 8 anos, optei em pegar um pote de plástico para fazer o dele e daí saiu este tutorial.

Bora lá?!

Materiais:
* Pote de plástico (no meu caso, é um reciclado de maionese)
* Caneta para retroprojetor (permanente)
* Estilete
* Régua


- Eu optei em decorar a base do pote primeiro, com a ajuda da caneta permanente. Escrevi a palavra GRATIDÃO, uma vez que seria para essa função.


- Com a ajuda da régua e do estilete, fiz dois cortes para colocar o pedaço de papel com o agradecimento


- E ficou assim (foi a olho mesmo)


E pronto!!! 


O meu POTE DA GRATIDÃO

O meu pote é este aqui. Como é de vidro e estava sem tampa, improvisei uma tampa com E.V.A. mesmo (vale a criatividade). Fiz o buraco no meio para colocar os papéis e, a cada agradecimento, ele vai se enchendo... Como será que ele ficará até o final do ano?! Aguardem atualização deste post!

Beijos ^_^

12 de julho de 2017

Resenha: Livro "Um Herói para Ela" (Lu Piras)

E faz tempo que não temos resenhas por aqui!!! Na verdade, há tantos livros lidos sem resenhas que, optei em revisar uma já escrita há tanto tempos que... deu certo!!! Confesso, mudei várias vezes a resenha deste livro, que finalmente vai para o blog. Eu achava imatura a escrita antes e hoje, consigo entender o por quê de tudo.

Então, vamos lá? Com vocês, Um Herói para ela, de Lu Piras e publicado pela Editora Novo Conceito. O livro tem 336 páginas e admito que li muito rápido.



Quem um dia não sonhou em encontrar um príncipe encantado, em plena Nova York e viver um amor digno de um filme? Pois bem, é assim que Bianca, a protagonista do livro Um Herói para Ela, da Lu Piras, começa o enredo do livro.


Quem não gostaria de Escrever sua própria história, seja ela na vida e no amor?! Quem gostaria de poder, através das palavras, escrever sobre uma paixão e ter a oportunidade desse sonho, virar um filme?! Pois é praticamente isso que acontece com Bianca, a brasileira que...

Já aviso de antemão que me apaixonei pela capa... a Ponte do Brooklyn (que eu conhecerei um dia) e um casal apaixonado na capa, carregados pelo título, me desbancaram. E, quando peguei o livro para ler... muitos suspiros eu tive... ai, ai...

Bianca é advogada, mas seu grande sonho é ser roteirista. Vendo sua infelicidade e uma chance da filha realizar seus sonhos, seus pais a inscrevem em um curso de roteiro em uma importante escola de Nova York. E, incrédula, Bianca passa com uma nota alta e vai para cidade que nunca dorme realizar seu sonho, de onde começa o ponto de partida de nossa história.

Chegando lá, Bianca conhece suas colegas de quarto (Mônica - também brasileira e descendente de japoneses - e Natalya, uma russa que trabalha em uma casa noturna muito badalada) e passa a se aventurar pela cidade, entre curso, restaurantes italianos e um possível paquera. Mas, um garçom italiano a encanta perdidamente, assim, como ela a ele.

Lógico que, para dar mais emoção à trama, há mistérios envolvendo Salvatore (o garçom italiano) que você nem imagina. Ler certos trechos do livro é se sentir em um filme de “O Poderoso Chefão”, com direito à máfia italiana, tatuagens e passados misteriosos. Além de um mocinho que é tão anti-herói e o anti-herói que é um mocinho perfeito, que ajudam a dar um quê de emoção e mistério ao livro.

E, o amor... ah, o amor... Impossível não suspirar com esse sentimento que Salvatore e Bianca vivem e se entregam, pois você sente que – mesmo entre tantos mistérios e surpresas – ele é verdadeiro e único.

Vivemos às pressas de nossas rotinas e presas às dúvidas do que nós achamos certo, errado ou duvidoso. Há oportunidades que não queremos deixar para trás, mas o medo nos domina e nos faz fazer aquilo que nos é mais seguro. Mas, há oportunidades de que não podemos negar e temos de nos dar essa chance de sermos felizes, para sempre.

Quando o amor bate à nossa porta, de uma maneira sincera, avassaladora, real e verdadeira... No meu ver e pensamento, precisamos dar uma chance à ele, pois quando sentimos e acreditamos na pureza deste sentimento, não podemos deixá-lo de lado ou simplesmente ignorá-lo.


Um brinde às oportunidades que a vida nos traz quando menos esperamos!!! 
(e eu digo, por experiência)

Beijos ^_^

3 de julho de 2017

Tutorial de artesanato: Coração em origami

Olá!!!

Todo dia é um dia especial para expressarmos o amor que sentimos pelas pessoas. Seja um amigo, seja um filho, seja um amor... No meu ponto de vista, presentes feitos tem um valor mais intenso, devido à dedicação colocada em cada arte.

Tem dias que o amor é expressado com um pedaço de bolo, em outro, em um cartão feito à mão, em outro, uma música cantada...

E, eu decidi postar um tutorial de um origami super fácil para fazer, pois é necessário apenas um quadrado de papel, no tamanho que você tiver em mãos no dia e na hora.

MATERIAL:
* Um quadrado de papel no tamanho que você desejar (vale 5 X 5 cm, 30 X 30cm)

Bora lá:

Dobre ao meio, formando um triângulo.

Dobre ao meio, agora, no sentido contrário do dobrado e veja que, assim que aberto, ele forme uma cruz dentro.
  
Escolha um lado e dobre uma das pontas até o meio.

Do lado inverso, dobre a ponta até outro lado, como mostra a figura.

Mantenha a posição da dobradura e "suba" as pontas, formando um meio triângulo.

Ficará assim

Vire a figura

E dobre as pontas para trás, como indicam a figura.

Vire o coração e ele estará pronto!!!


Eu fiz os meus (sim, foram 2) com papéis coloridos de origami que tenho por aqui e os prendi em um fio, pois o usei com outra finalidade.

Prontos para declararem seu amor? 

Beijos ^_^ 

27 de junho de 2017

Top Five: Casais em livros

Sei que o Dia dos Namorados já passou e estamos em junho, época das festas juninas. Mas, eu não podia terminar o mês sem citar alguns casais de livros que li e sou apaixonada... 

Será uma citação básica, pois, como alguns sabem, eu adoro um romance:

* Hazel e Gus, A Culpa É Das Estrelas (John Green): Como não citar este casal fofo de adolescentes, que descobre em um grupo de apoio, uma paixão avassaladora?! Sabemos qual é o final da história, mas, não podemos deixar de mencionar que - tanto no livro como no filme - há demonstrações sinceras de um amor no qual - algumas pessoas - sonham em encontrar um dia.

* Tris e Quatro, Divergente (Veronica Roth): Imagine pular de um prédio e dar de cara com um par lindos de olhos e descobrir que ele será seu instrutor durante seu treinamento? Além disso, descobrir que, por trás daquela "cara de mau", há um homem com um coração maravilhoso, disposto a lutar por você? Eu me apaixonei por este dois rapidinho quando li a Trilogia...

* America e Maxon, A Seleção (Kiera Cass): Por causa de uma torta de morango, America perdeu uma aposta e teve seu "encontro real" com o príncipe Maxon. Estes dois, no meu ver, são a prova de amor de que, a pessoa que mais se diz não pertencer a um lugar é a mais destinada à ele. 



* Flávia e Luigi, Até Eu Te Encontrar (Graciela Mayrink): um casal destinado a ser um do outro desde o início. Não importa onde, nem mesmo feitiços, são capazes de separar o que é seu por direito. A briga por eles, o amor que cresce aos poucos é algo que, dá para se sonhar e acreditar que tudo tem seu tempo. 



* Bia e Guga, Azar O Seu (Carol Sabbar): Como imaginar que o amor da sua vida estava ao seu lado durante um tiroteio e, por estar mais velho, você não o reconhecer? E como lembrar que ele é o seu amor através de um beijo??? 

Optei em fazer um "Top Five" nos casais sem querer. 

E aí, quais são seus casais em livros prediletos? Deixe nos comentários abaixo.

Beijos ^_^

19 de maio de 2017

Tutorial de artesanato: cartão diferente

Olá!!!

Aqui para, mas continua.... O post de hoje é mais uma dica de artesanato. É uma dica que seria para o Dia das Mães (fail!!!), mas que sei que é válida para o ano todo, quando você quiser presentear alguém especial: um cartão diferente. 

Nesse retorno ao meu cantinho, ironicamente, tenho me sentido saudosista. Tudo o que me remete à infância vem à mente com força total para passar em formas de dicas para vocês. E, esse cartão... me lembra a infância e decidi postar o passo a passo, pois é muito divertido.

Os materiais:

* papel grosso, acima de 120 gramas (é melhor pois não enruga) 
* Giz de cera
* Pincel
* Tinta preta (eu usei a "para artesanato") 
* Palito de churrasco


Bora lá?

Faça linhas (verticais ou horizontais, finas ou grossas) com o giz de cera, com a combinação de cores que você desejar. Aqui não importa ordem, então, solte sua imaginação, pois o efeito "mágico" vem depois.


Assim que os "riscos" estiverem prontos, hora de passar duas demãos de tinta preta, com a ajuda do pincel. 

Passei duas demãos, pois cobriu bem as cores do giz


Deixe secar bem!!!

Com a ajuda de um palito de churrasco, faça desenhos ou frases aleatórios, que combinem com o que você quer (pode ser "feliz aniversário", "eu te amo", etc). Quando o palito estiver sujo, dê uma limpada, pois facilita o término da arte.


E, voilá!!!



Eu imagino que, fazendo listras mais grossas e usando mais cores, as ilustrações fiquem bem diferentes e mais "animadas". Estes desenhos deverão enfeitar o quarto em algum projeto complementar futuro.

E aí, preparados para a diversão?

Beijos e até o próximo post!!! ^_^

6 de maio de 2017

Mães em livros: Sra. Lancaster (A Culpa É Das Estrelas)

Oie!!

Como fotos noturnas ficam horríveis (risos), hora de atualizar o blog com mais uma citação de mãe em livros. E eu escolhi a Sra. Lancaster, mãe da Hazel Grace do livro e filme A Culpa É Das Estrelas, do John Green (há uma resenha perdida por aqui).


Por que a escolha?! Porque a Sra. Lancaster é uma mãe como muitas, que se preocupa com a filha doente, que a ajuda em seu tratamento contra o câncer; que aprende a lidar com a dor de uma forma opcional para seguir a vida quando a filha falecer; que permite que a filha namore um rapaz que ela percebe que é maravilhoso e que... vai atrás de um desejo da filha, que ela descobre por acaso.

A atriz Laura Dern

É por causa do incentivo da mãe que Hazel vai ao Grupo de Apoio e conhece Gus e dali se desenrola a história. É com ela que vão para Amsterdã conhecer o autor que Hazel ama (lembrando que é por causa do pedido de Gus aos gênios, mas a mãe dela os acompanha), é ela que... é a mãe da Hazel e sabemos que mãe é aquela que está conosco em vários momentos importantes de nossas vidas!!!

Abraço de mãe é tudo de bom. Imagem tirada da internet

No filme, a Sra. Lancaster foi interpretada por Laura Dern (cujo eu trabalho eu só conheço por Jurrasic Park de 1993) que, no meu ver, deu vida à personagem que eu li no livro. A empolgação da personagem à viagem, as dores da filha doente, o diálogo com o marido... Talvez por ter convivido com uma mãe com câncer, esses sentimentos sejam maiores, por ter passado por uma situação parecida (mas oposta, já que minha mãe perdeu para o câncer e eu acompanhei muito de seu tratamento).

Vale a pena ler o livro ou ver o filme?! Sim. Porque, amor de mãe é amor de mãe em qualquer livro ou filme. Ele simplesmente existe perto de nós!!! 

Foto do elenco no lançamento do filme

Aguardem que teremos mais posts semana que vem. Corre Vi, que domingo que vem é Dia das Mães e estou em dívida com algumas ideias!!! 

Beijos ^_^

22 de abril de 2017

Mães em livros: Rainha Amberly (A Seleção)

Oie!!!

Em comemoração ao Dia das Mães, eu escolhi uma saga de quem sou mega fã para citar mães em livros.

O primeiro livro (sim, lembrei que há outro livro lido, que vale uma citação no blog) que falarei será A Seleção, escrito por Kiera Cass e publicado, no Brasil, pela Editora Seguinte

Admito que li esta saga (que vale resenha, mesmo já tendo toda uma coleção lançada e muitas resenhas por aí) quando ela já era muito conhecida pelo público. E admito: sou apaixonada!!!

Quem é fã dessa história, sabe que a Rainha Amberly (mãe do príncipe Maxon) é uma mãe sem igual. Ela foi A selecionada durante o processo de (ainda príncipe) Clarkson e, para "chegar" ao topo, lutou sem igual para conquistar seu amor. 

Amberly era de casta 4 e tinha problemas de saúde (informações no conto A Rainha, que faz parte do Livro Felizes para Sempre e também pode ser adquirido por E-book). Mesmo assim, superou as próprias expectativas do príncipe para ocupar o seu lugar de princesa e soube educar (muito bem, cá entre nós) seu filho.

A Rainha Amberly se demonstra uma mãe sem igual: é guerreira, amada pelo seu povo, orienta seu filho e é discreta em relação ao marido. Enfim, uma verdadeira rainha, da qual lemos não somente em contos de fadas, como na realidade em alguns países europeus. Ela vira meio mãe para as Selecionadas (diferente do que aconteceu durante seu processo de escolha), orientando não somente aos costumes, realidade e funções ao cargo, como também, na postura em algumas ocasiões.  

Mas, para mim como mãe, o que citei acima, não são motivos para a escolha da MÃE Amberly ser minha primeira escolha. Adoro o jeito que ela se porta em relação às escolhas do filho, orientando-o principalmente, a seguir seu coração (mesmo que seu pai diga o contrário). Ela demonstra pelas frases descritas que, para sermos felizes, precisamos mesmo seguir não somente a intuição, como aquilo que faz nossos corações vibrarem de emoção. Ela conhece muito bem o filho (sabe que, quando fica nervoso, ele faz piada de tudo), mesmo dando a entender, que ela teve ajuda com muitas babás e orientadores contratados pelo marido. Ela soube usar aquilo que aprendeu na infância  e adolescência para chegar ao o que queria: conquistar o príncipe. Demonstrou garra logo no início do conto, sendo ela mesma, sem "frescuras ou pompons" e seguindo à risca, coisas ditas, para ser uma selecionada em destaque às outras. 

Enfim, Amberly conquistou meu coração de muitas maneiras, pois também é uma mãe que eu quero ser para os meus filhos. 

Quem não conhece e quer saber um pouco sobre essa garra da rainha, recomendo ler A Seleção, A Elite e A Escolha, que contam a história da seleção do filho de Amberly e Clarkson, Maxon e mostram muito o lado mãe citado. O conto A Rainha fala apenas da saga de Amberly até chegar ao posto de princesa. Já o livro Felizes para Sempre tem contos pré e pós a saga de America Singer e Maxon... 

          Capa do E-book                                          Edição em Capa Dura


Aguardem o próximo post que tem muita coisa legal vindo por aí... 

Beijos ^_^

PS: Não posso dizer que este post é uma resenha, pois ele é apenas um ponto de vista sobre uma personagem fictícia :) 

17 de abril de 2017

Tutorial de artesanato: caixa com palito de sorvete

Oie!!!

Vi, outro tutorial de artesanato? Você só posta isso??? Não falará de outras coisas??? 

Calma gente, é que o Dia das Mães está quase aí e eu aproveitei que há um aniversário esta semana para presentear e fazer um post para o blog... Por isso, mais uma vez, é post de tutorial de artesanato!!! (risos)

Já falei por aqui que o meu cantinho continua sem tema, sem data definida... Iam ser cerca de 3 tutoriais para o Dia das Mães, mas eu ainda não me decidi. Eu optei em fazer artesanatos que pudessem ser feitos pelas crianças também, com a ajuda do papai, tia ou avós, pois acho que um presente feito, é um presente com muito mais amor. E outras dicas pensando nos filhos mais velhos que também gostam de surpreender as mães nesse dia especial (minha velha, que saudades!!!). Mas, veremos... Talvez tenha até receita, cartão... risos. Assim, será uma dica de presente completa, concordam? 

Bora para o tutorial? 

Materiais:
- Palitos de sorvete (pintados, caso você queira)
- Cola de silicone

Como fazer:
Passe cola de silicone de uma das laterais do palito e junte outro


Deixe secar os "meninos".
Juntinhos, eles ficarão assim. Eu usei 13 palitos para fazer a base do tamanho do palito

Assim que eles estiverem bem secos, cole um palito na parte da cima, em sentido contrário. 

Cole outros 2 palitos, no sentido inverso do último colado

E mais dois palitos no sentindo inverso


E vai se montando tudo...

E vá montando camadas intercaladas de palitos até chegar a altura que você queira

E pronto!!! 

Caso queira fazer uma tampa, use mais 3 palitos e cole apenas 2 em sentido contrário. Eu colei esta pecinha (que pintei) em cima para facilitar a abertura. 

Ainda não decidi se o presente será só a caixinha sem tampa... E ela rememorou a minha infância, na época em que era comum presentear a mãe com trabalhos deste tipo. Eita saudades da minha mãe... 

Até o próximo post!!!

Beijos ^_^

15 de abril de 2017

Tutorial de Artesanato: Coelho em E.V.A.

Olá!!!

Ainda dá tempo para correr na papelaria perto de casa e fazer mais uma arte para enfeitar a casa para amanhã.

Fiz um novo tutorial rapidinho, que foi na verdade, feito para presentear alguns vizinhos muito queridos, que tem me ajudado muito. Aviso que esta base do coelho pode ser colada no palito de sorvete como o tutorial do Ovo ou no meio de um pedaço de fita de cetim (como vocês verão quase no final do post). Basta usar a imaginação.

Vamos lá?

Materiais:
- Folha de E.V.A (eu usei marrom para a base e vermelho para o nariz)
- Palito de churrasco
- Tesoura
- Cola de Silicone
- Caneta permanente (para retroprojetor)
- Olhos para bonecas 
(esses vendem em casa de artigos para artesanato, mas você pode usar a caneta também)
- Fita de cetim


Bora fazer?
Passe o molde para a folha (mais uma vez, peguei uma imagem da Internet), 
com a ajuda do palito de churrasco.

E eles ficam assim.

Recorte e passe cola indicando os olhos e o nariz 
(pule esta etapa, caso você use caneta permanente para fazer os detalhes).

Olhos colados

Com um pedaço pequeno de E.V.A. vermelho, nasceu o nariz

Com a caneta, fiz os detalhes da orelha e da boca

Medi fitas de cetim e colei no tablete que foi dado

Passei cola de silicone na fita para fixar o coelho

E, voilá, presente pronto!!!

A variação desta base foi colar o coelho no meio de um pedaço de fita de cetim para amarrar sacos de presentes. Eu fiz isso com os modelos abaixo (notem que o detalhe das orelhas foi feito com E.V.A. rosa com glitter e o nariz foi feito com um pedaço de E.V.A. rosa sem brilho)


Estes enlaçaram cestas de presentes!!! 

São detalhes simples, mas que simbolizam muito bem a data. E, quando você fala que fez o coelho, creio que a pessoa que o recebe fica e se sente ainda mais especial...

Um ótimo domingo de Páscoa. Aguardem que teremos dica de passeio com filhos também nos próximos posts... E, mais tutoriais de artesanatos, já que o Dia das Mães se aproxima!!!

Beijos ^_^